NOTÍCIAS

Anoreg/BR é anunciada como parceira do Programa de Combate à Desinformação do STF
19 DE MAIO DE 2022


A Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg/BR) foi apresentada como parceira do Programa de Combate à Desinformação do Supremo Tribunal Federal (STF) em evento de lançamento nesta quarta-feira, dia 18, em Brasília.

O programa foi apresentado pelo presidente do STF, ministro Luiz Fux, que anunciou as 35 entidades parceiras da iniciativa, entre universidades públicas, entidades de classe, associações da sociedade civil e startups.

Com o objetivo de combater os efeitos de notícias falsas que envolvam o STF, seus ministros, suas decisões e assegurar as liberdades fundamentais previstas na Constituição, como a liberdade de informação, o Supremo buscou parceiros para realizar projetos, ações educativas e campanhas com o objetivo de difundir informações corretas, além de capacitações e cursos para o público interno.

No discurso o ministro falou sobre a importância de constantes mobilizações de combate às fake News e de espalhar informações verdadeiras sobre a corte e sobre a atuação da justiça.

“O programa de combate à desinformação não pretende blindar o STF de críticas, seja da imprensa, da sociedade ou da academia. O programa se propõe a ser um canal para ouvir, ajudar a esclarecer dúvidas que permaneçam. O que o programa quer impedir é proliferação de falas, muitas vezes inventadas, de ministros que se quer se pronunciaram e evitar que as pessoas se confundam quanto a competência do Supremo Tribunal Federal”, afirmou.

Na apresentação do programa foi firmado um termo de cooperação entre o STF e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a realização de ações de conscientizações voltadas às eleições gerais deste ano. A parceria foi assinada pelo presidente do TSE, ministro Edson Fachin, e pelo vice-presidente ministro Alexandre de Moraes.

 

Ao todo, o STF terá 35 parceiros para os projetos. A Corte não terá custos adicionais e vai usar a estrutura de comunicação que já existe atualmente. Veja abaixo quem participa:

  1. Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg);
  2. Agência de jornalismo e checagem Lupa;
  3. Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap);
  4. Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe);
  5. Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB);
  6. Associação Internetlab de Pesquisa em Direito e Tecnologia;
  7. Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF);
  8. Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra);
  9. Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp);
  10. Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF);
  11. Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed);
  12. Fasius – plataforma de inteligência jurídica;
  13. Federação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (Fenadepol);
  14. Fundação Universidade Estadual do Ceará (Funece);
  15. Fundação Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT);
  16. Grupo Robbu / Positus Tecnologia da Informação;
  17. Instituto Justiça e Cidadania;
  18. Ordem dos Advogados do Brasil (OAB);
  19. Rede Nacional de Combate à Desinformação (RNCd Brasil);
  20. Repórter Brasil – Organização de Comunicação e Projetos Sociais, Incubadora do curso “Vaza Falsiane”
  21. Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
  22. União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime);
  23. Universidade de São Paulo (USP);
  24. Universidade Estadual de Goiás (UEG);
  25. Universidade Estadual de Londrina (UEL);
  26. Universidade Estadual do Piauí (Uespi);
  27. Universidade Estadual da Paraíba (UEPB);
  28. Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG);
  29. Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC);
  30. Universidade Federal do Ceará (UFC);
  31. Universidade Federal do Espírito Santo (UFES);
  32. Universidade Federal de Roraima (UFRR);
  33. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC);
  34. Universidade Federal do Tocantins (UFT);
  35. Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

 

O Programa

Criado em agosto de 2021 pelo presidente da corte, ministro Luiz Fux, o Programa de Combate à Desinformação (PCD) do STF tem como objetivo, de acordo com a  Resolução n° 742, “enfrentar os efeitos negativos provocados pela desinformação e pelas narrativas odiosas à imagem e à credibilidade da Instituição, de seus membros e do Poder Judiciário, a partir de estratégias proporcionais e democráticas, a fim de manter a projeção da Corte acerca das liberdades de comunicação”.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Anoreg/BR

Outras Notícias

Anoreg RS

Dr. Lamana Paiva receberá Título de Cidadão de Porto Alegre por proposição da Vereadora Tanise Sabino
20 de julho de 2022

A cerimônia acontecerá em 09 de agosto de 2022, no Plenário Otávio Rocha da Câmara Municipal de Porto Alegre,...


Anoreg RS

Personagens Gaúchos: 20 anos sem José Antônio Lutzenberger
20 de julho de 2022

Nascido no dia 17 de dezembro de 1926, em Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul, filho de José...


Anoreg RS

Instituída Equipe Nacional Especializada em Malha Fiscal e Convênios do IPTR
20 de julho de 2022

Institui a Equipe Nacional Especializada em Malha Fiscal e Convênios relativos ao Imposto sobre a Propriedade...


Anoreg RS

Reunião mensal do Fórum de Presidentes da Anoreg/RS aborda pontos relevantes para a categoria
19 de julho de 2022

O encontro aconteceu por meio da plataforma Zoom e foi coordenado pelo presidente da Anoreg/RS, João Pedro Lamana...


Anoreg RS

Informativo de Jurisprudência do STJ destaca prazo para anulação do processo de demarcação de terreno de marinha
19 de julho de 2022

A questão controvertida preocupa-se em definir o momento em que nasce a pretensão do interessado em pleitear...


Anoreg RS

Mesmo em caso de cisão, fato gerador do ITBI depende de registro no cartório
19 de julho de 2022

O fato gerador do ITBI ocorre com a efetiva transmissão da propriedade imobiliária.


Anoreg RS

Informativo de Jurisprudência do STJ destaca alíquota progressiva de ITCD
19 de julho de 2022

A controvérsia tem por objeto definir o prazo decadencial nos casos em que o Imposto de Transmissão Causa Mortis...


Anoreg RS

Artigo: E agora, posso mudar o nome sem justificativa?
19 de julho de 2022

A Lei de Registros Públicos, em sua redação atual, também trouxe novidades para os que vivem em união estável,...


Anoreg RS

TJRS – EDITAL Nº 73/2022 – CECPODNR (Concurso Notarial e de Registros – 2019)
18 de julho de 2022

Clique aqui e leia na íntegra.


Anoreg RS

Lei 14.382: a padronização das certidões do Registro de Imóveis
18 de julho de 2022

Série de webinares é promovida pelo Registro de Imóveis do Brasil e será transmitida pelo YouTube.