NOTÍCIAS

Anoreg/BR é anunciada como parceira do Programa de Combate à Desinformação do STF
19 DE MAIO DE 2022


A Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg/BR) foi apresentada como parceira do Programa de Combate à Desinformação do Supremo Tribunal Federal (STF) em evento de lançamento nesta quarta-feira, dia 18, em Brasília.

O programa foi apresentado pelo presidente do STF, ministro Luiz Fux, que anunciou as 35 entidades parceiras da iniciativa, entre universidades públicas, entidades de classe, associações da sociedade civil e startups.

Com o objetivo de combater os efeitos de notícias falsas que envolvam o STF, seus ministros, suas decisões e assegurar as liberdades fundamentais previstas na Constituição, como a liberdade de informação, o Supremo buscou parceiros para realizar projetos, ações educativas e campanhas com o objetivo de difundir informações corretas, além de capacitações e cursos para o público interno.

No discurso o ministro falou sobre a importância de constantes mobilizações de combate às fake News e de espalhar informações verdadeiras sobre a corte e sobre a atuação da justiça.

“O programa de combate à desinformação não pretende blindar o STF de críticas, seja da imprensa, da sociedade ou da academia. O programa se propõe a ser um canal para ouvir, ajudar a esclarecer dúvidas que permaneçam. O que o programa quer impedir é proliferação de falas, muitas vezes inventadas, de ministros que se quer se pronunciaram e evitar que as pessoas se confundam quanto a competência do Supremo Tribunal Federal”, afirmou.

Na apresentação do programa foi firmado um termo de cooperação entre o STF e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a realização de ações de conscientizações voltadas às eleições gerais deste ano. A parceria foi assinada pelo presidente do TSE, ministro Edson Fachin, e pelo vice-presidente ministro Alexandre de Moraes.

 

Ao todo, o STF terá 35 parceiros para os projetos. A Corte não terá custos adicionais e vai usar a estrutura de comunicação que já existe atualmente. Veja abaixo quem participa:

  1. Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg);
  2. Agência de jornalismo e checagem Lupa;
  3. Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap);
  4. Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe);
  5. Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB);
  6. Associação Internetlab de Pesquisa em Direito e Tecnologia;
  7. Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF);
  8. Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra);
  9. Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp);
  10. Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF);
  11. Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed);
  12. Fasius – plataforma de inteligência jurídica;
  13. Federação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (Fenadepol);
  14. Fundação Universidade Estadual do Ceará (Funece);
  15. Fundação Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT);
  16. Grupo Robbu / Positus Tecnologia da Informação;
  17. Instituto Justiça e Cidadania;
  18. Ordem dos Advogados do Brasil (OAB);
  19. Rede Nacional de Combate à Desinformação (RNCd Brasil);
  20. Repórter Brasil – Organização de Comunicação e Projetos Sociais, Incubadora do curso “Vaza Falsiane”
  21. Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
  22. União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime);
  23. Universidade de São Paulo (USP);
  24. Universidade Estadual de Goiás (UEG);
  25. Universidade Estadual de Londrina (UEL);
  26. Universidade Estadual do Piauí (Uespi);
  27. Universidade Estadual da Paraíba (UEPB);
  28. Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG);
  29. Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC);
  30. Universidade Federal do Ceará (UFC);
  31. Universidade Federal do Espírito Santo (UFES);
  32. Universidade Federal de Roraima (UFRR);
  33. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC);
  34. Universidade Federal do Tocantins (UFT);
  35. Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

 

O Programa

Criado em agosto de 2021 pelo presidente da corte, ministro Luiz Fux, o Programa de Combate à Desinformação (PCD) do STF tem como objetivo, de acordo com a  Resolução n° 742, “enfrentar os efeitos negativos provocados pela desinformação e pelas narrativas odiosas à imagem e à credibilidade da Instituição, de seus membros e do Poder Judiciário, a partir de estratégias proporcionais e democráticas, a fim de manter a projeção da Corte acerca das liberdades de comunicação”.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Anoreg/BR

Outras Notícias

Anoreg RS

Migalhas – Seminário online – Lei 14.382 e seus impactos no Direito Imobiliário (MP 1.085)
01 de julho de 2022

Migalhas realiza o evento sobre a aprovação da MP 1.085 e seus impactos no Direito Imobiliário.


Anoreg RS

Valores depositados no VGBL devem compor acervo hereditário; IBDFAM defende argumento em manifestação enviada ao STJ
01 de julho de 2022

Nevares considera que, quando o titular de planos VGBL ou PGBL tem herdeiros, os recursos investidos nestes fundos e...


Anoreg RS

Arpen-Brasil promove live sobre mudanças em decorrência da lei federal 14.382/2022
01 de julho de 2022

A transmissão ocorrerá na segunda-feira (04), às 19h, no canal da Arpen-Brasil no Youtube


Anoreg RS

“Os cartórios têm a função de garantir a publicidade, autenticidade, segurança e eficácia dos atos jurídicos”
01 de julho de 2022

Assessor da Extrajud Consultoria, Leo Gomes de Almeida concedeu entrevista à Anoreg/RS para falar sobre a...


Anoreg RS

Alemanha quer simplificar mudança de gênero em documentos
01 de julho de 2022

Alemanha quer simplificar mudança de gênero em documentos - Nova estratégia do governo alemão deve facilitar...


Anoreg RS

Crédito de carbono enquadrado como categoria de valor mobiliário
01 de julho de 2022

A disciplina regulamentar do mercado de créditos de carbono no Brasil, finalmente, teve início por meio do Decreto...


Anoreg RS

XII Congresso do Mercosul de Direito de Família e Sucessões marca retomada de atividades presenciais e reúne 1.150 congressistas em Gramado
01 de julho de 2022

Foram dois dias de imersão total em temas de extrema relevância para a atuação de profissionais do Direito das...


Anoreg RS

TJRS – PROVIMENTO Nº 27/2022 CGJ – Atualiza artigos do Provimento nº 28/2021-CGJ, que dispõe sobre o tratamento e proteção de dados pessoais no âmbito dos Serviços Notariais e de Registro do RS
30 de junho de 2022

Clique aqui e confira a normativa completa.


Anoreg RS

PL n. 4.758/2020 é aprovado pela CCJC da Câmara dos Deputados
30 de junho de 2022

Projeto de Lei prevê regras para os contratos de fidúcia e pode seguir para análise no Senado Federal.


Anoreg RS

INCRA lançará o Certificado de Cadastro de Imóveis Rurais referente ao exercício 2022 em julho
30 de junho de 2022

Emissão poderá ser realizada pela internet ou por aplicativo. Pagamento deverá ser efetuado na rede de...